Telefone (62) 3261-3552 WhatsApp (62) 99603-3552
 
 
Cristo
Reflexão diária do Evangelho - João 16,5-11 - 19 de maio
Crédito da foto - Pixabay

Evangelho - João 16,5-11

A caminho de pentecostes aprendemos a lidar com a ausência terrena de Jesus. Em seu discurso de despedida prepara o coração dos seus discípulos de modo que compreendam o valor e a importância desta partida. 
O projeto de salvação é vivido por momentos, ou de uma forma bem simples, dizemos que por etapas, e uma delas é a volta de Jesus a realidade divina.
A primeira parte do evangelho de hoje, ensina-nos a lidar com nossos apegos, posses para avançar no desapego e no ganho que se tem com a partida de Jesus. 
Na vida, queremos ter posse de muitas coisas, inclusive do destino das pessoas, temos dificuldades de aceitar a morte de nossos entes queridos, diante desta certeza, isto é, existe a revolta com Deus, os diversos questionamentos e por mais que rezamos no Pai-Nosso, “seja feito a tua vontade”, queremos que a nossa prevaleça.  Sim, precisamos entender que há momentos em que é “melhor que o outro parta”. 
A partida de Jesus, não é um processo de abandono, de ausência eterna, mas pelo contrário, é caminho para a manifestação do Espírito Santo, aquele que guia a Igreja, cujo papel, é proporcionar esta união, comunhão e vínculo entre o humano e o divino.
Pela atuação do Espírito descobrimos três elementos: o pecado, a justiça e o julgamento. Na fórmula da absolvição, o Espírito age para a remissão e a paz: “enviou o Espírito Santo, para a remissão dos pecados, te conceda a paz”. A justiça, é a demonstração da lealdade de Deus. Justo era aquele que guardava fielmente a Palavra. Assim, José foi chamado de justo. Viver a justiça nos dias de hoje, é pensar no valor da dignidade humana e o quanto ela precisa ser defendida. Por fim, o julgamento, é o processo pelo qual passaremos, como consequência de nossas atitudes terrenas. Nos julgamentos, particular e universal, não precisaremos temer, se nossa vida, foi uma ocasião de acolhimento, do Defensor, isto é, do Espírito Santo. 

Padre Kleber Rodrigues da Silva
Pároco

 
Indique a um amigo
 
 
Conteúdo Relacionadas